Suas Notícias
ÍNDICE


COLUNISTAS
Jussara Gottlieb
Social
Cândido Ocampo
Auditoria no novo Código
Kátia Alves
Pragas urbanas
Wilson Santos
Trânsito Brasil
Marcelinho
Blog do Marcelinho
Pedro Marinho
Blog do Pedro Marinho
Candido Ocampo
Publicada em 12/03/2011 às 13h04
Obrigação e resultado
 

Não mais se discute que a obrigação do médico perante seu paciente é, em regra, de meio e não de resultado. Ou seja, o profissional se obriga a tratar o paciente de maneira conscienciosa, dispensando ao mesmo todos os mecanismos tecnológicos e técnicos que dispõem, de acordo com os postulados éticos e científicos da sua atividade. Porém, sem o compromisso contratual da cura, em que pese ser esse o objetivo. O objeto do contrato é a conduta do facultativo, que deve ser de prudência e diligência, e não o resultado. Exceção à regra é a chamada obrigação de resultado (ou de fim), onde impõe-se ao médico a obrigatoriedade de alcançar os objetivos almejados quando da contratação dos seus serviços. Exemplos clássicos são as cirurgias de cunho meramente embelezador, onde se almeja apenas melhoria na aparência física. Não há, a rigor, objetivo terapêutico, mas apenas estético. Diferentemente do caso anterior, as cirurgias unicamente estéticas vinculam o médico ao resultado colimado pelo paciente. Caso este não seja alcançado, configura-se inadimplemento contratual. No entanto, ao contrário do que muitos pensam, a responsabilidade do cirurgião plástico nas cirurgias embelezadoras permanece no campo subjetivo, havendo necessidade de comprovação de conduta culposa, seja por negligência, imprudência ou imperícia para, só então, impor as sanções civis previstas em lei. O que a ordem processualística determina nesses casos é tão somente a inversão do ônus da prova, cabendo ao facultativo a obrigação processual de provar que agiu corretamente. Se desincumbindo desse mister, não há porque impor ao médico qualquer responsabilidade por eventuais resultados insatisfatórios que não decorreram do seu agir. O Superior Tribunal de Justiça em recentes julgados esclarecedores, vem corrigindo decisões equivocadas dos Tribunais regionais, determinando ser inaplicável a teoria do risco integral à espécie (cirurgia estética), afirmando permanecer subjetiva a responsabilidade do cirurgião plástico, não obstante ser obrigação de resultado, havendo apenas a presunção de culpa, e, portanto, de responsabilidade, que podem ser eximidas através de comprovação de que a conduta profissional foi correta e que os resultados eventualmente danosos decorreram de circunstancias inevitáveis e/ou imprevisíveis, alheias ao atuar do médico. Nítida a posição do STJ em firmar posição no sentido de que o simples fato da obrigação ser de resultado não torna objetiva a responsabilidade do cirurgião plástico. Nos termos do artigo 14 do Código de Defesa do Consumidor, continua havendo a necessidade de comprovação da culpa do médico para surgimento do dever de indenizar. Assim, nas obrigações de resultado, como na cirurgia plástica embelezadora, a responsabilidade do profissional da medicina permanece subjetiva, mas transfere para o médico o ônus de demonstrar que os eventos danosos decorreram de fatores externos e alheios à sua atuação.

Cândido Ocampo, advogado atuante no ramo do Direito Médico. candidoofernandes@bol.com.br 

MAIS NOTÍCIAS
22/10/2014Consulta ou retorno ? Cândido Ocampo
12/08/2014Seguradoras e seus formulários -Cândido Ocampo
06/05/2014Ofensa escusável
10/04/2014É ético prometer a cura ? Cândido Ocampo
11/03/2014O Código de Ética Médica e o consentimento continuado
13/02/2014A consulta e as operadores de planos de saúde
14/08/2013Auditoria no novo Código
26/07/2013Desagravo profissional
05/07/2013Jornada e produção médicas
21/06/2013Alta hospitalar
22/04/2013Diagnóstico preditivo no novo Código
26/03/2013Escusa moral
11/03/2013Hospital: hipoteca social
02/03/2013Biogenética
04/02/2013Disponibilidade obstétrica
28/01/2013Cardiologia intervencionista
28/01/2013Testamento vital (II)
21/01/2013Testamento vital (I)
11/01/2013Formulário de seguradoras
11/01/2013Formulário de seguradoras
15/06/2012Diagnóstico de anencefalia
12/05/2012Receita médica legível
05/05/2012Cota racial: a oficialização do preconceito
20/04/2012Ancenfalia: venceu a razão
13/04/2012Prazo para consulta
08/03/2012Proteção da medicina (II)
02/03/2012 Proteção da medicina (I)
24/02/2012Legista no interior
24/02/2012Legista no interior
10/02/2012Porque o plantão de sobreaviso
03/02/2012Plantão
16/12/2011O assistente e o plantonista à distância
02/12/2011Relação médico-paciente
25/11/2011Abortamento de anencéfalo
18/11/2011Estagiário de Medicina
11/11/2011Formulário de seguro
21/10/2011Biogenética
08/10/2011Requisições de prontuário
22/09/2011Nomeação de perito
29/08/2011Contradição federal
09/08/2011Consulta médica
09/08/2011Consulta médica
09/08/2011Consulta médica
15/04/2011Medicina alternativa
08/04/2011Cardiologia intervencionista
01/04/2011Prescrição de órteses e próteses
25/03/2011Lentes de contato
18/03/2011Médico perito
12/03/2011Obrigação e resultado
08/03/2011Perda de uma chance
25/02/2011Atendimento pré-hospitalar
18/02/2011Transporte inter-hospitalar
11/02/2011Retorno de consulta
19/12/2010Infecção hospitalar
11/12/2010Consentimento continuado
03/12/2010Medicina preventiva
26/11/2010Erro profissional
19/11/2010Renúncia à assistência
16/11/2010Natureza obrigacional do anestesiologista
05/11/2010Autonomia do anestesiologista
29/10/2010Perda de uma chance
24/10/2010Interiorização da medicina
15/10/2010Honorários médicos
08/10/2010Diretoria técnica e clínica
24/09/2010Telemedicina
20/09/2010CRF realiza encontro de sucesso em Ariquemes
16/09/2010Desagravo público
11/09/2010Curso sobre prevenção às drogas será em outubro
10/09/2010Caução Hospitalar
03/09/2010Ato médico
28/08/2010Produção médica
16/08/2010Teoria do risco
06/08/2010Medicina preditiva
22/07/2010VEJA O QUE ACONTECE HOJE NAS NOVELAS
07/07/2010Formigas (I)
01/07/2010Espionagem usa técnica avançada para enviar mensagem
26/04/2010Fraco Ibope de Gugu causa crise na Record
05/04/2010Pronto socorro e Pronto Atendimento


WWW.SUASNOTICIAS.COM.BR
© 2010 - Todos os direitos reservados a SUASNOTICIAS