Suas Notícias
ÍNDICE


COLUNISTAS
Jussara Gottlieb
Social
Cândido Ocampo
Auditoria no novo Código
Kátia Alves
Pragas urbanas
Wilson Santos
Trânsito Brasil
Marcelinho
Blog do Marcelinho
Pedro Marinho
Blog do Pedro Marinho
Katia Alves
Publicada em 29/07/2011 às 18h01
Árvore, carvalho

 As árvores, especialmente quando agrupadas em florestas, são os membros de maior porte do reino vegetal. Parecem-nos eternas, porque a maioria das espécies tem uma existência mais longa do que os seres humanos.Partimos do princípios errado de que as suas vidas são calmas, mas tal como os animais, as árvores competem energicamente entre si pelas necessidades vitais, espaço, luz e água. Embora a sua competição pela sobrevivência seja dificultada pelas secas, pelo fogo e por pragas variadas, as espécies arbóreas possuem numerosos sistemas de defesa, são espantosamente resistentes (um castanheiro cujo tronco esteja morto continua produzir rebento durante décadas), algumas produzem um produto químico que impede o desenvolvimento de outras espécies nas proximidades. Sabemos que as árvores liberam oxigênio, moderam as temperaturas, fixam o solo e impedem a erosão. São benéficas para todo o mundo animal, incluindo o homem.
    Árvore de folha caduca, de grande porte majestoso, apresenta um tronco alto forte, de modo a suportar a exuberante copa. O carvalho é uma arvore milenar. Esta expressão se refere a diversas centenas de espécies do gênero denominado Quercus, pertencentes à família Fagaceae, e engloba ainda outras classes análogas, conhecidas como Lithocarpus. Esta árvore é procedente do hemisfério norte; aí são encontrados tanto espécimes ancestrais e já enfraquecidos, quanto os de natureza perpétua.
   Essa arvore alcança em media 40 metros de altura. Tem bastante longevidade, em alguns casos chega até aos mil anos de vida. O que mais surpreende nessa arvore é sua grande capacidade de resistência, sendo vencida apenas pelos anos de vida. O carvalho é capaz de resistir ás fortes tempestades, é a arvore que mais absorve as conseqüências de temporais e tempestades. Pois quanto mais temporais e tempestade o carvalho enfrenta, mais forte ele fica! Suas raízes naturalmente aprofundam-se mais na terra e seu caule se torna mais resistente, sendo quase que impossível uma tempestade arrancá-lo do solo ou derrubá-lo. Ele apenas apresenta uma forma  disforme, como se tivesse forçado muito para resistir. Por esta razão o carvalho é Constante fonte de referencia para os especialistas, pois com seu papel na natureza acaba se transformando em ferramenta para biólogos botânicos e geólogos. Ou seja, nessa árvore eles podem encontrar os sinais das tempestades que se abateram sobre a paisagem na qual ela está localizada, pois este espécime é o que mais padece com os efeitos das chuvas fortes. Por essa razão o carvalho e constante referencia também para o espiritualistas, pois com seu grande papel na natureza acaba se transformando metáfora de resistência, resignação, submissão diante dos desígnios divinos, uma vez que, a cada assédio das forças naturais ele não se revolta, nem desanima, mas procura trinfar sobre os obstáculos que o perseguem insistentemente. E assim conserva-se solido e concreto nas florestas e bosques nos quais habita.   
   O carvalho é considerada uma grande árvore sagrada desde a antiguidade. Era venerada inclusive pelos druidas celtas. Simboliza a durabilidade, a força, o vigor e a lealdade. O culto ao carvalho é encontrado tanto no sul da Europa quanto na área central do continente, nos bosques povoados por este espécime. Em comunhão com a natureza, os driudas realizavam aí seus rituais, em templos construídos ao ar livre. Nenhuma cerimônia religiosa tinha lugar sem uso das folhas do carvalho, tal a sua importância para os celtas. E até hoje essa arvore preserva um significado especial para aqueles que cultivam sua espiritualidade. 
  
  Que possamos sempre estar de olhos bem abertos  para ver e captar as mensagens todas que Deus nos envia através da natureza.
 
 
Kátia Alves da Silva é Bióloga Pós-Graduada em Gestão Ambiental

MAIS NOTÍCIAS
04/04/2014Doenças relacionadas às enchentes
01/04/2014Doenças relacionadas as enchentes - Kátia Alves
06/08/2013Pragas urbanas
01/04/2013Morcegos
12/09/2012Carbono
02/09/2012Dia do Biólogo
14/08/2012Sanguessugas
19/07/2012Baba de caracol
11/11/2011Leptospirose
14/10/2011Biossegurança
29/07/2011Árvore, carvalho
24/06/2011Efeito estufa
06/06/2011Meio ambiente
06/06/2011Meio ambiente
06/06/2011Meio ambiente
04/06/2011Libélula
19/05/2011Limão
13/05/2011Enfermeiro
25/04/2011As minhocas
13/04/2011Leptospirose
06/04/2011Cigarro, o vilão
23/03/2011De remédio a veneno
15/03/2011Aranha Caranguejeira
08/03/2011Perigo em ambiente climatizado
22/02/2011Biodiversidade ameaçada
15/02/2011Cimento e poluição
02/02/2011Chuva ácida
17/01/2011Chuvas e doenças
06/01/2011Sucuri
28/12/2010FcAwuDFeywqV
17/12/2010Aranha Caranguejeira
08/12/2010Chuva ácida
22/11/2010Os jovens e as drogas
11/11/2010Poluição dos rios
09/11/2010Ibama fiscaliza madeireira no distrito do Pacarana
03/11/2010Resíduo hospitalar
28/10/2010O Carrapato
20/10/2010Insuficiência renal e hemodiálise
13/10/2010Árvores do Brasil
04/10/2010Chuva ácida
23/09/2010Mosca
15/09/2010Plantas medicinais
08/09/2010Polinização
31/08/2010Profissão biólogo
25/08/2010Afogamento
20/08/2010Queimadas e poluição
10/08/2010Água de lastro
27/07/2010Desenvolvimento Sustentável
21/07/2010Samaúma
14/07/2010Cobra peçonhenta e não peçonhenta
07/07/2010Formigas (I)
07/07/2010Formigas (I)
29/06/2010A Cigarra
23/06/2010As vacinas
16/06/2010Formigas
16/06/2010Formigas
16/06/2010Formigas
07/06/2010Doença de Chagas
31/05/2010Ameaça à Amazônia
24/05/2010Afogamento
18/05/2010Urubu
05/05/2010Barata
05/05/2010Barata
22/04/2010Prática esportiva ou tortura?
15/04/2010Sapo, rã e perereca
05/04/2010AGROTÓXICOS


WWW.SUASNOTICIAS.COM.BR
© 2010 - Todos os direitos reservados a SUASNOTICIAS